Clipping – Pais&Filhos – Pandemia do divórcio: a procura por advogados aumentou 177% em escritório brasileiro durante a quarentena

Divórcio O Cristão Pode Se Divorciar E Se Casar De Novo (1)

Brasil, China, EUA, Itália, Portugal, Austrália e África do Sul. Em um levantamento exclusivo, entrevistamos especialistas de cada um desses países e mapeamos a situação familiar em pelo isolamento social

Quando iniciamos o isolamento social, as primeiras preocupações eram saber sobre o básico do coronavírus. Mas ao longo desses meses construímos uma nova relação familiar. Pensamos que o planeta estava sendo infestado por um vírus, mas não chegamos a imaginar que ele traria uma outra pandemia: o término de muitos relacionamentos.

Como tudo começou na China, foi lá que esse cenário apareceu primeiro – após 4 meses de quarentena, os escritórios locais registraram um grande aumento de pedido de divórcios, segundo o site Bloomberg. Steve Li, pai de Alice, advogado de família de Shangai do escritório Gentle & Trust Law Firm, afirmou em depoimento ao site, que quanto mais tempo os casais passam juntos, mais se odeiam. Em entrevista exclusiva para a Pais&Filhos, ele diz que é compreensível a situação. “É óbvio que esse momento é incomum. Atualmente é difícil conseguir registrar o divórcio imediatamente porque há tantas pessoas na fila dos cartórios, que provavelmente terão que esperar um bom tempo para conseguir agendamento na China”, explica.

E chegou no Brasil. Para se ter uma ideia, segundo Diego Queiroz, filho de Marta e Raimundo, da empresa especializada Divórcios Brasil, que atende na maior parte dos casos pessoas de classe média, em abril deste ano houve um aumento de 177% na procura por advogados para consultoria sobre divórcio em comparação ao mesmo período do ano passado. Além disso, os números mostram-se crescentes desde o início da quarentena. Em janeiro deste ano receberam 55 contatos de pessoas que gostariam da separação matrimonial, já em abril 133.

Segundo levantamento do Google para Pais&Filhos, em março o site de buscas registrou aumento de 82% na pergunta “como dar entrada no divórcio?” aqui no país, enquanto que em abril, houve um salto de 9900% no interesse de buscas pelo termo “divórcio online gratuito”.

Os Estados Unidos foram um dos países mais atingidos pelo coronavírus e também apontam o mesmo comportamento: casais confinados estão atrás de advogados para solicitar pedidos de divórcio. Conversamos com o norte-americano, especialista em direito da família em Nova York, Steve Mandel, pai de Corie e Emily, e por enquanto, os tribunais na cidade estão fechados desde março. “Mas nós sabemos que assim que tudo estiver aberto novamente teremos um aumento gigantesco nos pedidos”, aponta.

Fonte: Pais&Filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *