O Tempo – Registro de testamentos aumentou 52% em Minas devido às mortes por Covid-19

Site CBN – O Tempo

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (7) pelo Colégio Notarial do Brasil – Seção Minas Gerais (CNB/MG)

A pandemia de Covid-19, que acumula mais de 526 mil vítimas no Brasil e 47,3 mil em Minas Gerais, fez com que mineiros registrassem mais testamentos em cartórios, com recorde atingido nos primeiros cinco meses de 2021. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (7) pelo Colégio Notarial do Brasil – Seção Minas Gerais (CNB/MG).

“Em números exatos foram realizados 1.532 testamentos entre os meses de janeiro a maio deste ano, número 52% maior do que os 1.005 atos realizados no mesmo período do ano passado, e 19% maior que as 1.285 lavraturas testamentárias de 2019, até então o ano com o maior número de testamentos realizados no Estado”, informa em nota à imprensa.

“A morte ficou mais próxima de todos nós nos últimos dois anos e acredito que isso tenha feito as pessoas refletirem mais sobre ela e planejarem a destinação do seu patrimônio de forma segura para que sua vontade seja realizada e os seus herdeiros fiquem em segurança”, explica o presidente do CNB/MG, Eduardo Calais, no texto.

O padrão também foi registrado no restante do país. Entre janeiro e maio deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020, houve aumento de 40% de testamentos computados – 13.924, ante 9.865, respectivamente.

Fonte: O Tempo

DrWriting.com: Leading essay writing service