Clipping – JM Online – Cartórios em Uberaba registram crescimento de compra e venda de imóveis a partir de junho

Casa 1 Scaled

Atos de compra e venda de imóveis nos cartórios de notas em Uberaba aumentaram a partir de junho, após início de queda em março, mostra dados do Colégio Notarial do Brasil – Seção Minas Gerais (CNB/MG).

Apesar de o crescimento coincidir com o início efetivo, em junho, da prática regulamentada de atos notariais online, a modalidade ainda não é realidade em Uberaba. O atendimento por videoconferência pela plataforma e-Notariado foi normatizada pelo Provimento nº 100 de maio da Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ).

Conforme dados do CNB/MG, foram 104 e 128 transações de compra e venda de imóveis, respectivamente, em junho e julho de 2020 em Uberaba. O número representa um aumento de até 71%, se comparado com os meses de março (75), abril (86)  e maio (82). Antes da pandemia da covid-19, foram 100 e 105 transações do tipo em janeiro e fevereiro, nessa ordem.

Contudo, pelo menos dois dos três cartórios em Uberaba não registraram atendimentos onlines. O Provimento não obriga os cartórios a fazê-los, esclarece o CNB/MG.

Responsável pelo Cartório do 3º Ofício de Notas, Rafael Spirandeli confirma que as escrituras de compra e venda aumentaram, porém, não atribui isso à regulamentação do atendimento por videoconferência. “Em geral, nesses últimos 40 dias, houve um acréscimo, sim, em relação aos meses da pandemia. Mas a procura por ela [plataforma], para nós, ainda não está tendo”, relata.

Spirandeli prevê que a opção será utilizada em Uberaba, mas no futuro. “Eu vejo que é uma plataforma bastante utilizada, principalmente, na capital. Nós enquadramos em uma cidade de porte médio. Eu acredito que Uberlândia já tenha muita mais incidência de procura por isso”, comenta. Outro cartório da cidade informou estar em fase de implantação da ferramenta.

No Estado, os atos relativos à compra e venda de imóveis aumentaram 51% desde maio. Em números absolutos, as escrituras passaram de 9.009, no mês de maio, para 13.575 em julho. Para o presidente do Colégio Notarial do Brasil – Seção Minas Gerais, Eduardo Calais, a regulamentação pela plataforma e-Notariado contribuiu para a evolução da economia do país.

“Além de ser um enorme benefício para a população, a facilitação das transações comerciais, ao mesmo tempo em que proporciona segurança aos negócios jurídicos, está ajudando na retomada do mercado imobiliário em Minas Gerais e no Brasil”, avalia.

Fonte: JM Online

DrWriting.com: Leading essay writing service